logo
GALATEA
(30.7K)
FREE – on the App Store

O Destino de Quincy

Quincy é uma humana que vive entre um bando de lobisomens que a odeia. Até a sua própria mãe a vê como um erro, fruto de uma noitada embriagada. Ela foge com o objetivo de viver uma vida normal entre os humanos, mas então ela conhece o Príncipe Caspian. Ele não é humano; ele não é um lobo… O que ele é? A única coisa que ela sabe, com certeza, é que ele é o homem mais lindo que ela já viu – e ele parece estar igualmente hipnotizado por ela! Mas eles vêm de mundos muito diferentes…

Autor Original: NicoleRidd3y

Classificação etária: 18 +

 

O Destino de Quincy por NicoleRidd3y está agora disponível para leitura no aplicativo Galatea! Leia os dois primeiros capítulos abaixo, ou faça o download do Galatea para obter a experiência completa.

 


 

O aplicativo recebeu reconhecimento da BBC, Forbes e The Guardian por ser o aplicativo mais quente para novos romances explosivos.

Ali Albazaz, Founder and CEO of Inkitt, on BBC The Five-Month-Old Storytelling App Galatea Is Already A Multimillion-Dollar Business Paulo Coelho tells readers: buy my book after you've read it – if you liked it

Leia o livro completo no app do Galatea!

1

Príncipe Caspian Romanov

Palácio de Banehallow, Rússia

Meu assistente de confiança, François, está segurando o meu robe enquanto eu escorrego para fora da cama, que está toda desarrumada. Vejo as pernas longas e mãos com unhas perfeitamente cuidadas dela também saírem de baixo do lençol.

“Acorde-a e peça a Beckett para levá-la para casa”, digo a François, enquanto coloco meu robe.

“Vossa Alteza… Onde o senhor pensa que está indo?” diz uma voz sedutora aveludada, vindo da cama.

Um segundo depois, seu rosto sonolento com cachos castanhos emerge de debaixo do cobertor.

“Eu estou indo para a cama. Você precisa ir para casa”, eu digo secamente, pronto para sair.

“Mas, Príncipe Caspian, nós já estamos na cama. Quero dizer, você estava…”

Ela sai furtivamente da cama, nua, e se gruda nas minhas costas. Suas mãos começam a percorrer meu peito e minhas partes baixas.

François nem mesmo pestanejou. Ele já viu tudo isso antes.

“Volte para a cama e farei a Vossa Alteza muito, muito feliz.” Suas mãos ficam mais ousadas.

Eu arranco seus dedos de cima de mim e amarro novamente meu robe. Normalmente não preciso dizer às pessoas duas vezes o que fazer.

“Por que não podemos passar a noite inteira juntos?” Eu posso sentir ela fazendo beicinho atrás de mim. Ela está ficando melosa. Eu odeio mulheres melosas. “Por que não posso dormir na sua cama?”

Não, ela não vai chegar nem perto dos meus aposentos privados.

“Essa noite foi magnífica , meu príncipe.”

Claro, para ela deve ter sido. Estive com ela duas vezes e já estou entediado. Ela é linda, a maioria das mulheres licanas é, mas esta é a última vez que ela põe os pés aqui.

“Que horas são, François?” Pergunto ao meu assistente enquanto calço meus chinelos, antes de sair da sala.

“São quase quatro da manhã, Alteza”, ele responde depois de olhar rapidamente para o relógio de bolso.

“Príncipe Caspian! Por favor…” Eu ouço sua voz chorona atrás de nós.

“Certifique-se de que ela se vista. Em seguida, acompanhe-a para fora”, eu digo a ele, embora eu saiba que ele não precisa de tal instrução.

“Vou me certificar de que ela saia antes que alguém a veja ou a rainha ouça rumores sobre ela”, ele responde.

Eu aceno com a cabeça, embora eu não pudesse me importar menos se mamãe visse a minha última conquista. Na verdade, é até melhor. Eu paro de andar. “François?”

“Sim sua Majestade?”

“Certifique-se de acompanhá-la até a entrada principal”, digo a ele. Meu sorriso está se alargando. A mamãe vai ficar sabendo.

“Você é um idiota, sabia disso?” diz meu primo Constantine. Ele sem dúvida ouviu o fim das minhas instruções para François.

“Oh, ele já sabe,” murmura Lazarus.

Meus ombros estão relaxando e meu humor melhora drasticamente quando me encontro entre meus amigos de confiança.

Cheguei à ala leste do palácio, onde posso ser eu mesmo. Onde estão os membros do meu bando. A minha família.

Como príncipe herdeiro, aprendi muito cedo e da maneira mais difícil que nem todos são confiáveis.

Todo mundo quer algo de mim. Esses poucos amigos de confiança que tenho, eu mantenho.

Lazarus é meu guardião e também meu chefe de segurança. Ele também é primo de Constantine por parte de mãe.

Estamos juntos há séculos. Temos todos a mesma altura, cerca de um metro e noventa, mas Lazarus, sendo um de nossos melhores guerreiros, é mais corpulento.

“O que vocês dois estão fazendo fora da cama a esta hora? Você não têm mulheres para agradar?”

Ambos encontraram suas companheiras, ou melhor, “erasthai” como nós, licanos, chamamos. Bastardos sortudos.

As suas companheiras agora também fazem parte de nosso pequeno grupo. Lazarus encontrou a sua erasthai, Serena, há mais de sessenta anos.

Constantine reivindicou Gênesis há três anos. Serena e Genesis são como irmãs para mim.

“A Genesis está acompanhando Penny até o aeroporto agora mesmo”, responde Constantine.

“O quê? Agora?” Pergunto-lhe. “A Beany nem esperou para dizer adeus? Ela não disse nada sobre ir embora, na noite passada. “

Penny, ou Beany, como eu a chamo, é a melhor amiga de Genesis. Descobrimos que ela é a erasthai do Comandante Darius Rykov, um de nossos amigos íntimos.

Passamos a aceitá-la como uma de nós, embora ele ainda não a tenha reivindicado, para nossa frustração.

Ela é confiável, leal e forte… embora tenha um temperamento explosivo. Eu gosto de irritá-la.

“Algo deve ter acontecido ontem à noite para fazê-la ir embora. Ela não disse o que era, mas parecia muito chateada”, explicou Constantine.

“Darius mencionou que ele queria marcar outra pessoa”, retruca Lazarus.

“Então ele é um idiota!” Eu rosno. Não acredito que ele conseguiu pensar em marcar outra pessoa quando encontrou a sua erasthai.

“Não se envolva”, avisou Lázaro. “É melhor ficar na sua”.

– Sim, você também está encrencado, Caspian – concorda Constantine.

“Vai ser um inferno quando a rainha descobrir sobre a sua última indiscrição. Saindo pela entrada principal, que absurdo.”

Ele balançou a cabeça com a minha mais nova proeza. “Isso aqui vai pegar fogo.”

Oh, estou contando com isso.

Eu sorrio e abro a porta quando chegamos ao meu quarto. Dou uma saudação rápida antes de desaparecer dentro. Estou esperando o circo pegar fogo.

***

Sempre há tensão entre mim e a minha mãe. Como príncipe herdeiro, tenho a responsabilidade de acasalar e assumir o trono de meu pai.

Minha mãe, a Rainha Sofia, deixou clara a sua preferência pela Lady Celeste, a filha de uma de suas amigas mais próximas.

Ela quer que esqueça a ideia de encontrar a minha erasthai. A ideia era marcar a Lady Celeste e ser coroado rei.

Como um licano, nascemos para reconhecer a nossa companheira. Nossa erasthai. Nossa força vital.

Aquela que chama pela nossa alma. Aquela que se moldaria para se ajustar a nós ainda mais fisicamente, mentalmente e espiritualmente, uma vez que a marcássemos e a reivindicássemos como nossa.

Posso ser um garanhão, mas quando você vive por centenas de anos, procurando, a solidão se torna uma companheira.

Eu sei que nenhuma quantidade de transas sem sentido pode me fazer sentir completo.

Todas aquelas mulheres com quem eu fico sabem que é assim. Elas são, em maioria, socialites sofisticadas. Definitivamente, nada de virgens coradas. Eles sabem o que estão fazendo. Apenas um pouco de diversão.

Ainda assim, algumas ficam pegajosas. A maioria delas, no fundo, espera ser a próxima rainha.

Eu me recuso a marcar qualquer uma. Marcar outra pessoa nunca satisfará a minha alma. Definitivamente não seria a Lady Celeste. Vou encontrar a minha erasthai um dia. Eu preciso encontrá-la.

Como esperado, o circo pegou fogo. Minha mãe e eu tivemos uma grande discussão naquela mesma manhã.

A discussão me fez destruir algumas partes do palácio, incluindo meu próprio quarto.

A luta também teve o resultado esperado: meu pai, o rei Alexandros, me incentivou a fazer uma pausa.

Isso significa que estou livre para ficar longe do Palácio Banehallow e da Rússia por alguns anos. Eu já tenho um plano.

“Vamos, ruiva, jogue o dardo” eu insisti com a Genesis depois que meu último dardo pousou em algum lugar no meio do Lago Huron.

Sim, está certo. Meu grande plano é jogar um dardo no mapa para descobrir onde vamos passar os próximos anos.

– Isso é estúpido, Caspian. Jogando um dardo? Mesmo? Por que não podemos simplesmente escolher uma boa faculdade que oferece um bom programa do qual gostamos, nos inscrever como pessoas normais fazem e simplesmente ir?”

Chato.

“Essa é uma maneira estúpida de fazer isso. Além disso, isso é mais divertido”, eu digo. “Olha, a última vez que fiz isso, você acabou conhecendo o Constantine. Você ainda acha que é estúpido?”

Pelo menos pretendo ir para a faculdade em vez de ir para o colégio, como da última vez. Essas pessoas deveriam me agradecer. Cadê a gratidão?

“Que saco!!!! Me dá aqui essa coisa!” ela exclamou, em aborrecimento.

Juro pelo olhar em seus olhos que ela preferia enfiar aquele dardo na minha testa. Ah, ruiva.

Eu sei que a irrita quando a chamo assim, mas com seu cabelo vermelho característico, combina.

“Você disse a todo mundo que é assim que você decide que eles vão passar os próximos anos de suas vidas? Jogando um dardo no mapa?”

Ela fecha os olhos e se prepara para mirar.

“Não! Você é a único que sabe o segredo. Você deve se sentir honrada, ruiva.”

O dardo voou pelo ar e pousou bem na orla dos Estados Unidos. Perto do oceano.

“É isso! O dardo falou. Faça as malas, ruiva. Estamos indo para a Califórnia.”

 

Leia o livro completo no app do Galatea!

2

Quincy St. Martin

Se você fizer algo mal feito, eles nunca pedirão que você faça novamente. Isso é o que a minha avó costumava me dizer.

“Quincy!!!!!”

Alguém gritou meu nome da cozinha. O que é isso????!!!! Acho que eles já descobriram os ovos.

Bem, a minha avó disse que eles não pediriam para eu fazer novamente, mas ela não disse que eles gritariam comigo.

Eu lentamente coloquei o meu pé para fora da janela, na borda. Quando eu toquei no batente, eu balancei todo o meu corpo para fora, enquanto as minhas mãos se agarravam na moldura da janela, com força.

Siiiim!!! Quase posso sentir o cheiro da minha liberdade. Liberdade, aqui vou eu!!!

“Lá está ela,” diz uma voz familiar, vinda de baixo. Eu olho para baixo e vejo alguns pares de olhos de aparência raivosa.

“Eu disse que ela tentaria escapar por aqui”, acrescenta a minha meia-irmã de quinze anos, Caitlin Rose, com o dedo apontando para mim.

Oh, droga! Foi por pouco!!!

***

“Não acredito que você não consegue nem cozinhar os ovos sem queimá-los!” Luna Bianca gritou.

Luna Bianca é apenas alguns anos mais velha do que eu e ela nunca gostou de mim. Agora acho que ela me odeia.

“Nem se preocupe em descer para jantar essa noite. Você só vai poder esses ovos nojentos, até que eles acabem.

Eu posso ouvir algumas risadinhas vindo da porta. Tenho certeza de que algumas delas vêm da minha prima, Joelle, e da sua gangue.

Ok, vou comer ovos queimados por alguns dias. Entendi.

Então, eu não posso cozinhar. Me processa, fofa. A minha avó tentou me ensinar. Até ela desistiu! Mas ninguém pode dizer que eu não tentei.

Ora, apenas um mês atrás, Gemma, a cozinheira da casa, me deixou encarregada de fazer um macarrão. Segui as suas instruções tim tim por tim tim. Eu juro.

Não foi culpa minha que a massa tenha ficado toda embatumada e o molho resolveu pular pra fora da panela. O prato acabou virando um bloco de concreto… a coisa ficou feia.

O molho explodiu e estourou como lava derretida. Estava em toda parte! Foi ainda melhor do que nosso projeto de ciências na escola.

Exceto que todo mundo estava gritando e eu tive que limpar depois, e todo mundo ficou puto, e eu tive que ir para a cama com fome… de novo.

Eles nunca mais me deixaram encarregada de cozinhar. Até hoje.

Eles devem ter esquecido aquele fiasco do macarrão. Disseram-me para ferver os ovos esta manhã. Muitos ovos!

Acho que a Gemma pretendia fazer ovos cozidos ou algo assim. Esperei e esperei a água ferver. Oh, esperei muito tempo!

Então me cansei de esperar. Foi quando subi e decidi ler um pouco. Quando lembrei, já era tarde demais.

O alarme de fumaça estava tocando. Uma fumaça negra e fedorenta estava saindo da panela. Um andar inteiro ficou enevoado e cheirava a ovos queimados.

A água havia evaporado totalmente. Os ovos no fundo da panela estavam todos pretos e esmagados. O resto dos ovos cheirava a queimado.

Corri pela cozinha abanando o alarme com o pano de prato, abrindo todas as janelas, praguejando como uma maluca.

Eu realmente não tinha ideia do que fazer! Saco!!! Então, ouvi passos entrando. Corri para o meu quarto e tentei escapar pela janela, e foi quando eles me pegaram.

***

Eu moro com o meu bando. Eles queriam que eu fosse uma das cozinheiras da casa. Não é como se eu fosse uma Ômega, ou algo assim.

Não, eu sou pior. Eu sou uma humana! Como uma humana como eu consegue viver em uma casa de matilha com um bando de lobisomens, você pergunta?

Bem, é uma longa história, mas a versão curta é, a minha mãe é um lobisomem.

Ela teve uma noite de bebedeira na cidade, quando era jovem. Divertiu-se muito com um humano. Sabe como é! Nove meses depois… Voilà ! Nasci!!!

Então, como é que eu sou uma humana, você pergunta. Isso não me torna meio lobisomem?

Bem, tecnicamente, sim, mas eu tenho cheiro de ser humano, e não tenho aquele lobo interior em mim para me transformar em um.

Eu não entendi o nome do meu lobisomem sussurrado para eles em um sonho, sinalizando que a minha transformação está para acontecer em alguns dias quando eu tiver treze ou quinze anos.

Então, sou considerada uma humana. Bem, isso é simplesmente incrível!

Quem quer ser um lobisomem?

Quem quer se transformar em um animal feio e peludo… mas um tanto fofo, de aparência feroz que pode correr livre… e ter pais que se orgulham dele e o trata muito bem…

Bem, eu não. Obviamente!

Acho que isso significa que não vou sentir que é o meu companheiro quando eu fizer dezoito anos, dentro de alguns dias.

Bem, ótimo! Quem quer um companheiro que seja tão possessivo e restritivo… mas tão protetor e amoroso, não importa o que aconteça…

Bem, eu não preciso de um companheiro! Não. Não quero isso. Não preciso disso.

A minha mãe conheceu o seu companheiro um mês ou mais depois que ela me teve. Ela me deixou com a sua mãe, minha avó, que estava morando sozinha depois que o seu companheiro morreu, não muito antes disso.

Então, minha avó me criou. Ela era a única que me amava. Morei com ela até três meses atrás.

Ela morreu. Poucos meses antes, eu faria dezoito anos.

Nós tínhamos tantos planos. Ainda não consigo acreditar que ela se foi.

Eles estão vendendo a casa dela, então me trouxeram para cá. Acho que deveria ser grata por eles não me jogarem na rua.

Portanto, estou morando aqui agora com a minha mãe e a sua família – seu companheiro, também conhecido como meu padrasto, Jon, e a filha deles, Caitlin Rose.

Cada família tem uma unidade aqui com uma pequena sala de estar e quartos, dependendo de quantos filhos a família tem. Todos nós comemos juntos na grande sala de jantar.

Eu tenho meu próprio quarto. É pequeno. Na verdade, é minúsculo e não tem janela.

Acho que era originalmente um closet da Caitlin Rose, mas tanto faz. Pelo menos eu tenho um pouco de privacidade. Quem precisa de uma sala grande quando posso ser como o Harry Potter?

***

Já passa das 21h e meu estômago está roncando. Não comi nada o dia inteiro. Estou escondida no meu quarto desde o fiasco dos ovos, esta manhã.

“Pare de me olhar assim, Oliver,” advirto ao meu melhor amigo. “Eu não sou uma covarde. Só não estou com vontade de socializar agora.”

Bem, ok, então… Oliver é um velho urso de pelúcia esfarrapado, mas ele tem esses olhos que podem te encarar e te fazer sentir vontade de confessar até mesmo um crime que você não cometeu.

Eu viro Oliver contra a parede.

Meu estômago ronca novamente e eu suspiro.

A TV está ligada na sala de estar. Eu acho que eles não vão para a cama tão cedo.

Abro a porta devagar e rastejo para fora do meu quarto, com cuidado para não fazer barulho.

Minha mãe está sentada no meio do sofá. Jon está com o braço em volta dela. Minha meia-irmã, Caitlin Rose, está sentada do outro lado, com a cabeça no ombro da mamãe.

O dedo da mamãe está brincando suavemente com seu cabelo castanho e macio. Eles são a imagem de uma família perfeita.

Três pares de olhos pousam em mim simultaneamente enquanto atravesso a sala de estar, por trás do sofá.

Esse maldito ouvido aguçado de lobisomem!

Eu fico olhando para eles, e eles me encaram de volta. Eu arrasto meus pés um pouco, mudando meu peso de um pé para o outro.

“Eu uh… vou pegar alguns ovos para o jantar”, murmuro. Ninguém diz nada.

“Bem, tá bom”, acrescento, então desajeitadamente faço meu caminho até a cozinha com três pares de olhos ainda vidrados em mim.

Às vezes me pergunto como é realmente sentir que você pertence a algum lugar, sabe. Para se sentir realmente querido, não apenas tolerado.

Para ser como a Caitlin Rose.

Ainda assim, não vou me alongar nesse assunto. Eu tenho uma vida muito boa. Tenho muita sorte, se você quer saber.

A minha avó me amava. Claro, ela se foi, mas ela me amava quando ainda estava viva.

Meu padrasto não me odeia nem nada. Pelo menos, eu acho que não.

A minha mãe me ignora quase sempre, mas de vez em quando, ela parece boa comigo.

A minha meia-irmã não gosta de mim, mas ela é apenas uma criança.

Eu chego na cozinha e não vejo ninguém. Eu olho ao redor da cozinha e encontro um grande recipiente de plástico com ovos queimados, no chão, perto da pia.

Eu levanto o recipiente até o balcão da cozinha e tiro a tampa. O cheiro horrível se espalha pelo ar.

Devem ter separado todos os ovos enegrecidos de baixo para mim e levado os que ainda eram comestíveis.

Eu fico olhando desapaixonadamente para aquela matéria preta no recipiente. Meu estômago ronca, mas comer isso é o mesmo que comer fuligem.

“Veja! Ela vai comer aqueles ovos!” minha prima Joelle exclama da porta.

“Devíamos tirar fotos disso”, sua cadela-clone, desculpe, quero dizer, sua melhor amiga, Kelly, se junta ao coro.

“Não, faça um vídeo!” exclama outra garota.

Um grupo de oito ou mais adolescentes está parado atrás delas. Todos os seus rostos estão animados. Eles estão ansiosos para me ver comer os ovos queimados e enegrecidos.

Todos, exceto meu primo Jorden e seu melhor amigo, Trey.

Jorden é o irmão da Joelle. O pai deles é o irmão mais velho da minha mãe, que também é o macho beta desse bando. Jorden é um ano mais velho, enquanto Joelle é um ano mais nova do que eu.

“Vamos, vai com tudo!” grita Joelle. Seu celular está pronto.

“Incrível! Podemos postar a foto para que todos vejam”, diz Dan, outro idiota do grupo.

Eu olho para Jorden e Trey. Jorden tem a mandíbula cerrada e os lábios pressionados, enquanto Trey evita olhar para mim.

Eu pego a mistura enegrecida de ovos destruídos, e eles ficam ainda mais excitados. Eu vejo seus olhos brilhando de zombaria.

Lobisomens estúpidos! Não há entretenimento suficiente na casa da matilha, ao que parece. Eles deviam assinar Netflix. Igual a minha avó tinha feito.

Eu mantenho meu foco na grande testa de Joelle, e meus lábios se estendem em um sorriso.

Thwack ! Bem no alvo!!! A sala fica em silêncio.

Joelle tem uma grande bola de polpa de ovo no meio da testa. A gosma preta com um pouco de mingau cinza e amarelado agora está pingando lentamente em seu rosto.

Em seguida, ele cai no chão com outro thwack , espirrando uma gosma preta. Seus amigos saltam para trás.

“Aaarrrrgghhhhh!!!!!” A voz de Joelle quebra o silêncio. Seus amigos estão olhando para ela com horror.

Alguns meninos riem, enquanto outros, especialmente Jorden e Trey, lutam para não rir. Jorden me dá um sorriso orgulhoso antes de se virar para escondê-lo.

“Como você ousa, sua puta humana estúpida!!!! Vou fazer você pagar por isso!”, grita Joelle.

Ela avança de repente. Suas mãos estão firmemente fechadas em punhos ao lado do corpo. Seus olhos castanhos brilham e escurecem ao mesmo tempo. Seu pelotão, Kelly e algumas outras garotas, dão um passo em minha direção.

Enquanto Joelle parece furiosa, Kelly e as outras parecem alegres. Seus olhos brilham com um deleite cruel. Ai… elas vão me matar.

Pego outro punhado de ovos queimados, pronta para lançar em qualquer um que se atrever a se aproximar.

“Ei! O que vocês crianças estão fazendo aqui?” interrompe o velho Sr. Maddox, nosso ex-Alfa.

Elas param em seu caminho e rapidamente abaixam a cabeça em submissão. Mesmo que o velho Sr. Maddox não seja mais nosso Alfa, ele ainda emana poder.

Pelo menos é o que entendo, pelo que ouço. Não sinto a necessidade de me submeter a ninguém, nem mesmo ao Alfa atual.

A minha avó disse que talvez seja porque eu sou uma humana.

“O que está acontecendo aqui?” ele pergunta novamente. O velho Sr. Maddox é muito velho, embora ainda tenha uma aparência dura.

Seu rosto é todo enrugado e bronzeado, como se ele estivesse ficado no sol por muito tempo.

“Ela fez isso comigo”, diz Joelle, apontando para si mesma.

“Ela deve ter uma boa razão para ter feito isso. Vocês devem ter intimidado ela”, diz ele. “Agora saiam daqui. Deixe a pobre garota em paz.”

Algo na maneira como Joelle me encarou antes de fugir com as amigas me diz que isso não acabou. Percebo Jorden hesitando.

“O que você ainda está fazendo aqui?” late o velho Sr. Maddox, olhando feio para Jorden.

Jorden me lança um olhar preocupado antes de desaparecer pela porta.

“Você está bem, Quincy, querida?” pergunta o velho Sr. Maddox, virando-se para me olhar com preocupação.

“Uh… sim. Estou bem… obrigada”, noto que ele veio para perto de mim. Muito perto. Antes que eu possa dar um passo para longe, ele coloca a mão nas minhas costas.

Há algo em seus olhos e na maneira como ele olha para mim que me assusta.

“Pobre menina.” Sua mão começa a esfregar minhas costas para cima e para baixo. Minha pele se arrepia.

“Estou bem. De verdade, eu estou bem.” Eu avanço, tentando me afastar de sua mão, mas ele avança para pressionar seu corpo contra o meu. Oh, caralho! Que porra é essa?

Eu me afasto enquanto o empurro com força. De repente, não me importo se serei punida por ser desrespeitosa com um lobisomem de alto escalão.

Felizmente, ele me solta.

Eu me abaixo e coloco o recipiente de plástico com ovos queimados perto da pia e pulo para fora da cozinha.

Ele ri. “Tenha uma boa noite, minha querida Quincy.”

“Sim, tenha uma boa noite, Sr. Maddox!” e vai chupar limão. Ou melhor ainda, pule de um avião voando alto, sem paraquedas!!!

Eu corro para longe e encontro meu primo Jorden rondando o corredor entre a cozinha e a escada.

Ele parece aliviado em me ver. Nós acenamos um para o outro e eu subo as escadas o mais rápido que minhas pernas podem me carregar.

Eu pulo direto para o meu pequeno quarto e tranco a porta. Nunca gostei da maneira como o velho Sr. Maddox me olha. Ele tem me dado olhares engraçados desde que eu tinha 12 anos.

Sua companheira ainda está viva. A ex-Luna está acamada há anos.

Não sei como ela ficou assim, mas alguém devia colocar uma coleira e uma focinheira em seu marido.

Eu deito na minha pequena cama, abraçando Oliver. Meu estômago ronca e minha pele ainda se arrepia com a maneira como o Sr. Maddox me tocou.

Estou com vontade de tomar um banho e esfregar a minha pele para me livrar do seu toque e cheiro, mas não quero enfrentar a mamãe ou a Caitlin Rose novamente.

“Não estou me sentindo muito sociável hoje”, explico a Oliver. “O que eu vou fazer, Oliver?”

 

Leia o livro completo no app do Galatea!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

De Repente

Hazel Porter se sentia perfeitamente feliz com seu trabalho em uma livraria e seu apartamento aconchegante. Mas quando um encontro assustador a joga nos braços de Seth King, ela percebe que há mais na vida – muito mais! Ela é rapidamente lançada em um mundo de seres sobrenaturais que ela não sabia que existia, com Seth bem no centro: um Alfa feroz, forte e lindo, que não quer nada além de amá-la e protegê-la. Mas Hazel é humana. Será que isso pode realmente dar certo?

Evie Chase – Por Trás das Câmeras

Evie Chase, de 17 anos, tem de tudo: fama, fortuna e a carreira de cantora dos seus sonhos. Mas depois de lutar contra a ansiedade e as pressões do estrelato, Evie retorna para a sua pequena cidade natal, enfrentando antigos valentões, novos amigos e o garoto que ela deixou para trás…

Classificação etária: 16 +

Autor original: Riss Concetta

Estrada de Aço

Paxton é filha do xerife local. Connor é o líder do Clube de Moto dos Cavaleiros Vermelhos. Suas vidas colidem depois que Paxton volta para casa, para a pequena cidade em que ela cresceu. As faíscas voarão ou o romance deles levará a cidade inteira a uma ruína?

O Resgate de Maximus

Quando Leila volta à sua cidade natal para ser uma médica da matilha, ela se vê presa entre o passado e o presente—e o amor de dois homens—um belo colega médico e um alfa com um segredo. Mas quem fará seu coração bater mais rápido?

A Chama nos Une

Em seu aniversário de dezoito anos, Lydia descobre que está destinada a se casar com o rei Gabriel de Imarnia, e sua vida inteira vira de cabeça para baixo. Usando seus raros poderes de fogo e anos de treinamento, Lydia tenta resistir ao destino a todo momento.

Mas o rei Gabriel tem outros planos…

Classificação etária: 18 +

Autor Original: Suri Sabri

Prometida ao Rei Lobisomem

~ Foi assim que o mundo acabou. ~

~ O rei dos lobos, o monstro mítico, o homem majestoso que eu aprendi a amar e desejar com todas as minhas forças estava lá.. sangrando ao lado de seu trono. Morrendo. ~

~ Ao lado dele estava um demônio sorridente… o Lorde Demônio. Ele apontou para mim com um dedo longo, preto e fino. ~

~ “Você é minha agora”,

Meu Caubói

O pai ausente de Cora lhe deixa uma grande herança, mas há um problema! Ela tem que cuidar do rancho dele no meio do nada por um ano inteiro. Uma garota da cidade em uma cidade pequena, ela não poderia se sentir mais deslocada. Mas quando ela conhece Hael, o cowboy sexy que trabalha em seu rancho, a vida no campo fica muito mais emocionante…

Reaprender a Amar

POV: Resumo

Josiah é um motociclista, em luto pela morte de sua esposa. Quando ele inesperadamente herda dois comércios na cidade de Bracketville, ele conhece Brooke, uma mulher local que espera escapar para um lugar melhor. Os dois se unem rapidamente, vendo no outro uma chance de recomeçar. Mas ser o líder de uma gangue de motociclistas é perigoso—colocando em risco o futuro dos jovens amantes…

Classificação etária: 18 +

Autor original: E. Adamson

Caindo na Real

Desde jovem, Maya Hamilton era uma garota festeira, e tudo que mais amava era se soltar e fazer o que bem entendia. Jace Parker era um garoto de fraternidade irresponsável que tinha uma queda por garotas festeiras: eles eram perfeitos um para o outro – até que, do nada, ele terminou o relacionamento através de uma mensagem de texto. Agora, dois anos depois, eles se reencontram como aluna e professor, e Maya está escondendo um segredo que pode mudar a vida de Jace!

O Alfa do Milênio

Eve é mais poderosa do que a maioria – porém, quando recebe uma missão com um prêmio que ela não pode recusar, Eve começa a se perguntar se é forte o suficiente para concluí-la. Com vampiros, lobisomens desonestos e divindades malignas atrás dela, a determinação de Eve é posta em questão – e isso acontece antes dela encontrar seu companheiro…

Do universo de Os Lobos do Milênio